Notícia

2021/10/14 Fundo Municipal de Assistência Social

Projeto Força da Mulher é iniciado em Ponte Alta em parceria com o Sebrae

Projeto Força da Mulher é iniciado em Ponte Alta em parceria com o Sebrae

10 mulheres de Ponte Alta do Tocantins que participam de programas sociais do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) estão tendo mais uma oportunidade de geração de renda própria e muito aprendizado. Elas estão participando do Projeto “Força da Mulher”, que acontece por meio de parceria entre a Prefeitura da Cidade e o Sebrae, e foi lançado na tarde desta quarta-feira, 13.

A jovem Ana Paula Sodré da Silva é usuária do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif), e disse que está muito feliz com a nova oportunidade. “Me sinto privilegiada, porque sempre tive vontade de fazer um curso de panificação, mas nunca tive oportunidade, e quando tive não pensei duas vezes, porque já fiz outros cursos aqui e aproveito bastante e essa não vai ser diferente”, comemorou.

O projeto tem o objetivo de desenvolver o comportamento empreendedor nas mulheres, e prevê um curso de panificação, pizzas e cupcakes na parte prática, que será ministrado pelo Senai, além das etapas que compreendem a parte empreendedora, que serão ministradas pelo Sebrae e abrangem plano de negócios, fluxo de caixa e como vender na internet.

A secretária Municipal de Assistência Social, Rosana Farias, destacou que as mulheres precisam ter acesso a oportunidades de geração de renda. “Estamos muito felizes em poder proporcionar esse curso de forma presencial, e a gente agradece a parceria do Sebrae, espero que todas tenham um bom proveito. Temos mais uma alternativa de renda e de montar um negócio com esse novo incentivo”, disse.

A vice-prefeita, Juliana Gastaldi, participou da abertura e parabenizou as participantes pela iniciativa. “É muito importante que as pessoas se envolvam, o sonho de todo mundo é caminhar com as próprias pernas e essa é uma ótima oportunidade para isso, e a participação de cada uma é fundamental para que esse projeto dê certo. Tudo que é novo causa receio e medo, mas vocês terão todo o suporte, então não percam essa oportunidade”, comentou.

Para a execução do Projeto a Prefeitura assinou um Termo de Adesão. A consultora do Sebrae, Elizabete Ceruth, realizou a palestra inicial e enfocou no compromisso das participantes. “Para participar é preciso ter compromisso o das 10 participantes. O objetivo do Projeto é desenvolver o comportamento empreendedor nas mulheres que vivem em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com perfil do cadastro do Bolsa Família, que são usuárias dos programas do Cras. O curso é um anseio dos municípios, e a Prefeitura entra com a estrutura física e articulação para a participação das mulheres no curso”, disse.

A duração do curso de profissionalização é 48 horas, que terá a próxima etapa no dia 3 de novembro. A execução de todas as etapas segue até o dia 30 de novembro.

Mais Imagens


Visualizações: 70